Importância dos Produtos Eróticos na Relação

Adicionado em 24 jan, 2022

Você sabia que uma boa relação sexual é fundamental para manter a qualidade do relacionamento? O Ministério da Saúde também defende a prática do sexo e garante os inúmeros benefícios que ele traz para a saúde: coração mais saudável, sono de qualidade, menos estresse e uma maior perseverança com a relação amorosa. Portanto, investir na melhora da relação sexual é bom para a saúde de cada um e ainda preserva o relacionamento.

 

O casal que se dá bem na cama tem maior intimidade e cumplicidade, é mais compreensível e aguenta melhor os problemas rotineiros que aparecem no relacionamento.

Para dinamizar e esquentar o romance, há inúmeros produtos sexuais encontrados em sexy shops; basta avaliar qual ou quais deles mais se adequam às necessidades ou gostos de cada casal, e preparar uma noite inesquecível. A coach sexual Li Rocha, especialista em produtos sexuais, alerta que embora esses itens passem por testes minunciosos, vale testá-los em uma área do corpo, como o punho, e esperar alguns instantes, para ver se há reação alérgica. “Alguns produtos possuem função terapêutica momentânea, pois, durante a relação sexual, revertem quadros como vaginismo, anorgasmia e ejaculação precoce. Eles também aumentam o desejo sexual de quem anda com a libido baixa”

 

É preferível que os produtos que são introduzidos no canal vaginal sejam evitados por gestantes, pois cada um possui composições diferentes, de acordo com o fabricante. Além disso, muitos deles intensificam a circulação local, aumentando a contração involuntária na região, o que pode acelerar o trabalho de parto.

Os produtos variam de marca para marca e podem agir de formas bem diferentes, portanto, se não houve o efeito desejado, procure o mesmo produto de outro fabricante. Outra dica: todos os produtos de sexy shop costumam vir com a descrição “óleo de massagem”, pois ainda não há uma organização que libere o uso para os fins prometidos – apesar de estarem há muito tempo no mercado, em lojas específicas, e terem passado por inúmeros testes de aprovação. Assim, lembre-se de anotar bem qual é a utilidade de cada produto, para não esquecer depois.

PARA SEXO ORAL

Os produtos para o sexo oral, em sua grande maioria, disfarçam odores fortes e proporcionam sabores diferentes. Outros atuam especificamente na sensibilidade, proporcionando uma sensação de “choquinho” ou vibração, um efeito de quente ou frio, ou simplesmente tornando a região mais sensível, para potencializar o estímulo e, consequentemente, o prazer.

 

O gel aromatizante é um dos produtos para o sexo oral. Alguns têm gosto das típicas balas de menta, bem refrescante, aquecendo e gelando ao mesmo tempo. As sensações desse produto são sentidas conforme a região onde ele foi aplicado. Vale citar que também existe o aromatizante bucal para disfarçar o hálito e lubrificar a boca. Esse, especificamente, não pode ser colocado na região genital, pois pode conter álcool.

PARA MASSAGEM SENSUAL

A massagem é uma ótima arma de sedução, pois o corpo se desliga do meio externo, volta-se para o estímulo que está recebendo e relaxa, abrindo-se para a excitação também. Na verdade, existe uma linha tênue entre o relaxamento e a excitação por conta da massagem. Ao mesmo tempo em que os povos hindus, com sua sabedoria, usufruíam da massagem ayurvética e da saúde que ela podia proporcionar, também contavam com a massagem tântrica, que trabalha a sexualidade e a sensualidade do indivíduo.

A massagem é especialmente indicada para aqueles que não conseguem se concentrar muito no ato sexual, por possuírem uma carga de trabalho ou rotina muito agitada, o que pode dificultar o relaxamento e a concentração em outra coisa que não seja o trabalho. Tanto quem recebe quanto quem faz a massagem relaxa e se dedica ao momento presente, o que aumenta bastante o envolvimento do casal.

A vela de massagem pode ser usada nessa prática. Ela deve ser acesa e passada próxima ao corpo, de modo que as gotas derretidas, bem quentes, caiam na pessoa. O efeito é bem gostoso, diferente, relaxante e excitante para quem o recebe. Por serem isentas de parafina, essas velas não queimam, sendo que ainda há algumas comestíveis! Se a pessoa parceira souber conduzir bem esse momento, a prática será ainda mais envolvente.

A dica para que a massagem seja mais sensual que relaxante, e você não seja surpreendido com o parceiro “roncando” durante o procedimento, é que os toques sejam sempre ascendentes, que comecem de baixo para cima, por exemplo: ao massagear as costas, comece da lombar e vá subindo.

O toque pode ser leve, mas na medida certa. Toques leves demais podem causar aflição para algumas pessoas, portanto esteja sempre atento às reações do outro e vá adaptando, deixe a massagem ser levada como uma dança.

Entre toques leves, você pode também fazer alguns toques firmes, mas com as mãos bem espalmadas, como por exemplo na cintura, no trapézio e no pescoço, para a pessoa parceira sentir sua mão envolvendo-a. Não tenha medo de tocar!

Outra dica de produto é a barra de massagem. Trata-se de uma barra que se assemelha a um sabonete, é quadrada e você a utiliza – ao invés das mãos – para massagear o corpo da pessoa parceira. Ela também é altamente hidrante e muito relaxante.

Já se quiser algo mais ousado, pode usar o gel para massagem “espanhola”, que aguça as sensações do corpo onde é colocado. Sendo assim, é indicado usá-lo em partes erógenas e, como o nome sugere, nas mamas, principalmente, tanto da mulher quanto do homem. Este produto só manifesta o efeito quando estimulado, portanto, passe-o onde desejar e depois toque, massageie, beije, assopre e se esbalde na imaginação.

 

PARA SEXO ANAL

Essa é uma prática bastante polêmica, pois costuma ser solicitada pelo público masculino. Recebo inúmeros e-mails de mulheres que querem saciar a vontade do parceiro e pedem ajuda para diminuir a dor ou para relaxar a musculatura e conseguir realizar tal prática.

Antes de praticar, Fisiologicamente falando, o ânus não possui anatomia para o sexo anal, portanto, se desejar realizar a prática, alguns cuidados são essenciais. Um deles é o uso de lubrificante com uma maior quantidade de analgésico. Mas quem já está acostumado com a prática pode procurar lubrificantes com pouco ou sem analgésico, e ainda outros produtos que proporcionam sensações diferentes.

Nunca utilize produtos que tirem toda a sensibilidade da região, como por exemplo a xilocaína, comumente usada antigamente, pois a dor é um referencial de limite, e se não houver nenhuma sensibilidade, a lesão poderá ser bastante séria.

O “deep esy” é um dilatador do esfincter com analgésico. O gel deve ser usado para introduzir no reto, enquanto o creme é voltado para ser colocado ao redor do ânus, na parte externa. Também pode ser usado no canal vaginal para quem sente dor na relação ou para quem tem dificuldade na penetração.

Um outro produto bastante indicado, para durante e após a relação anal, é o gel umectante corporal com microcápsulas feitas de jojoba, o que proporciona um efeito cicatrizante nas possíveis lesões que podem ocorrer durante a relação.

Para quem já esta habituado à prática, pode usar o produto “just joy”, que possui a mesma lubrificação, mas com menos analgésico, para ter maior sensibilidade.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS ADICIONADAS AO BLOG

Enlouqueça-o

Enlouqueça-o

As zonas erógenas são pontos de excitação ao longo do corpo. As dos homens e das...

ler mais
Precisa de ajuda? Converse conosco